Me perdi, mas já me achei !

0 Flares Filament.io 0 Flares ×

Me perdi, mas já me achei !

As vezes nos perdemos na vida, são tantos altos e baixos, tantas mudanças e aí pegamos uma foto do passado nos perguntamos o que aconteceu, bate saudade e muitas vezes não sabemos o porque dessa personalidade nova assumida.

Ei baby, tudo bom !
Hoje é um testo pra falar um pouquinho de algo que aconteceu comigo e que também aconteceu com muitas outras pessoas.
Desde que tive filho notei que algo não estava muito bem dentro de mim, me sentia tão triste com as mudanças na minha vida que não entendia direito o que acontecia, não era o fato de ter sido mãe, de ter me juntado sem planejamento, era algo comigo, algo que não sabia explicar.
Hoje olhando com mais experiência percebi que o problema era o que o mundo esperava de mim!
Desde que engravidei as pessoas ao meu redor  esperavam ver mudança na minha personalidade, era aquele tal peso das pessoas te julgarem imatura porque você gosta de coisas diferentes.
Tudo era apontado como errado nas minhas atitudes, minhas roupas, minhas maquiagens, meu jeito de falar, minha decoração de casa, minhas música, minhas escolha e etc…
Fui mãe dentro do tempo que a Mãe terra planejou para mim e é até hoje a melhor coisa que já me aconteceu. 


 
Dentro desse meio tempo fui cada vez mais cobrada a ser o padrão da sociedade, aquilo que está se acostumado a ser e como ser mãe me tornou mais tolerante e compreensiva me deixei  influenciar por esse mundo maluco. Atualmente tudo se resume a viver pelo dinheiro, que ser bem sucedido te fará feliz e te garante um futuro. Fui perdendo minha miudeza e isso acabou me fazendo ficar triste e tão desesperada que mal sabia o que fazer cada vez que a situação apertava.

As coisas foram ficando confusas na minha cabeça, quem eu era, o que queria, o que gostava, o que era certo, o que era errado, o que era mais importante…. foi quando aconteceu de abrir meus olhos, tive uma ajuda e tanto do Ramon que sempre me dizia que tava meio perdida, mas nem ele sabia o que era.
O fato é que queria ser melhor em tudo pra dá o melhor a minha família, que me cobravam tanto a ponto de me perder e sacrificar meus valores e sonhos pra que isso acontecesse.
Não sou a melhor dona de casa, não sou a melhor filha, mas sou o melhor que posso ser como pessoa e isso é o que basta pra me fazer feliz. Sou contra esse papo de bateu levou, de ser falsa pra conseguir as coisas e até mesmo de concordar com os pais só pra sair tudo com perfeição.
Eu ficava olhando minhas fotos antigas, e pensava que saudade disso, que bom era aquilo, nossa como eu era doida e feliz, porém chegou uma hora que comecei a me questionar o porque que não estava mais daquele jeito e aí, aí o mundo me mostrou o problema da minha tristeza. Eu sentia saudade de ser eu, de fazer coisas que gosto e que não são tão comuns a sociedade, como dançar na chuva, olhar uma vela queimar, olhar as estrelas, brincar de pega pega, ouvir Rock nas Alturas, beber até ver o mundo girar, plantar, ajudar as pessoas e etc… Isso não me fazia imatura, me fazia ser eu !

A responsabilidade não tem nada haver com sua personalidade, tem haver em ter conceito sobre as atitudes.
Sou uma pessoa responsável, mesmo que não julgue ou perca meu tempo analizando a vida dos outros, mesmo que não ache que tenho que ser rica pra ser feliz.
O que me faz mais feliz da vida é minha família e a liberdade de ser quem sou e é por isso que nunca dei a mínima pro que falam ou pensam de mim, pois quem me conhece de verdade sabe como sou e a bondade que há no meu coração.
Pare de sentir saudade de como você era e volte a ter liberdade de ser você.
Não deixe esse mundo te convencer que dinheiro e capitalismo são tudo, há muito mais, não os deixem perder os valores de verdade, sorrir, brincar e está com as pessoas que se amam são os fatores mais importantes da vida. Seja o melhor que você pode ser pra ser você mesma e o mundo vai ser uma montanha russa de sentimentos e sensações boas…..
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Filament.io 0 Flares ×
  • Oi gata tudo bem?
    Alguns anos atrás também tive esse sentimento eu era tão triste exatamente por que eu não estava sendo eu!
    Eu me odiava! Odiava meu peso, o meu trabalho, minhas roupas, meu cabelo, me odiava, odiava ser o que eu era!
    Quando conheci meu marido e casamos piorou um pouco engordei 30 kg tava depressiva e nem queria sair de casa! Ai melhorou quando voltei a fazer o que eu mais gostava de fazer e tinha parado CANTAR!
    Isso salvou minha vida! A música salvou minha vida! O Meu peso já não importava levei 7 anos pra me achar e hoje me avhei emagreci 15kg e to tão feliz estudo música meu marido foi essencial vom seu apoio!
    O fato é que nunca vonseguimos fazer nada sozinhas ne…
    Essas cobranças que você sofre também sofro, apesar de não ser mãe, me cobram quando vou arrumar um emprego quando vou parar de sonhar! Mas já não me importo porque venci meus demônios e sou feliz sendo quem eu sou! Como você!
    Então parabéns muitas pessoas passam por essa vida sem nem saber quem são!

    • Fiquei muito feliz em ler um pouco da sua história e muito mais feliz em saber que encarou seus demônios. Parabéns por vencer essa luta.

  • Verdade também mudei muito.E sei que meu jeito as vezes incomoda as pessoas.Estou numa idade que só faço o que quero e gosto.Mas já fiz muitas coisas para agradar e ser aceita por todos.Hoje sei que mudei mas agora tento manter essa mudança do meu jeito não do jeito que as pessoas querem.Não mude porque se a pessoa gosta de você é por esse seu jeito.Eu sou uma delas.Muito profundo o texto.bjs